Longe dos palcos, Ars Nova promove concurso e lança gravações on-line

Maestro Lincoln Andrade explica, em vídeo da TV UFMG, como o coro tem trabalhado durante a pandemia

A mais nova iniciativa do Ars Nova – Coral da UFMG mobilizou compositores de todas as regiões do país. Trata-se de um concurso organizado para decidir qual seria a próxima composição gravada pelo coro. As 88 inscrições superaram as expectativas, e a obra vencedora, Baião armorial, do cuiabano Maurício Detoni, tem lançamento previsto para esta sexta-feira, 27, no canal do Ars Nova no YouTube

Como funcionam essas produções? Com a pandemia de covid-19, o coral tem respeitado as medidas de distanciamento social, e os ensaios presenciais foram cancelados. O Ars Nova tentou organizar ensaios on-line, mas percebeu que essa não era uma alternativa viável. A saída encontrada foi a realização de gravações individuais com cada integrante, seguidas de um complexo processo de edição. Em vídeo, o maestro Lincoln Andrade explica o trabalho. 

O Ars Nova – Coral da UFMG é referência internacional em canto coral. Em mais de 60 anos de história, o grupo já se apresentou mais de 1.500 vezes em 18 países, ocupando palcos como o Lincoln Center, em Nova York. O coral é formado por bolsistas da UFMG selecionados por meio de um processo anual, no qual os aspirantes devem provar seus talentos e conhecimentos musicais.  

Entrevistado: Lincoln Andrade, maestro do Ars Nova
Equipe: João Ameno (produção), Marcia Botelho (edição de imagens) e Jessika Viveiros (edição de conteúdo) 

Entrevista com maestro Lincoln Andrade na TV UFMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *