Home
      PER MUSI > Números > Números 5 e 6 > Resumo 1

 

   
  PER MUSI - Números 5 e 6
<< anterior | próxima >>
 

1. O ambiente da improvisação musical e o tempo

Rogério Luiz Moraes Costa

Resumo: Neste ensaio, procuramos fazer uma reflexão sobre as questões ligadas ao tempo no contexto da improvisação musical. Como se dão os relacionamentos e interações entre os músicos, entre eles e seus instrumentos e entre os materiais e os procedimentos no contexto de uma prática em tempo real? Como se delineiam, neste ambiente, as questões ligadas à percepção do passado, presente e futuro? Qual é o papel da memória nas performances? Como se configura o tempo no devir da performance: como tempo liso, não mensurado ou como tempo estriado, pulsado e metrificado conforme definição de Pierre Boulez? Ou estaríamos no âmbito de um tempo múltiplo, não linearizado, pleno de simultaneidades, conforme as idéias de Olivier Messiaen? Estas e outras questões apontam para um tipo de improvisação que se dá "fora do tempo" e em que, a noção de organização é substituída pela noção de "ressonância".

Palavras-chave: tempo, memória, escuta, livre-improvisação, improvisação idiomática, ambiente.

Artigo Completo > Artigo Completo

 

 

©2010 - PER MUSI - Revista Acadêmica de Música - Escola de Música da UFMG