J.H.Padovani
Harmonia I [2018s1]

Your browser doesn't support the features required by impress.js, so you are presented with a simplified version of this presentation.

For the best experience please use the latest Chrome, Safari or Firefox browser.




Harmonia I
[aulas 5-6: baixo cifrado, ponto de partida para a cifragem por graus]







José Henrique Padovani





. percurso


. percurso


- pressupostos gerais e regras de notação do baixo cifrado barroco


. percurso


- pressupostos gerais e regras de notação do baixo cifrado barroco

- pressupostos gerais e regras de notação da "harmonia graduada" ("cifragem por graus", "cifragem por números romanos")


. percurso


- pressupostos gerais e regras de notação do baixo cifrado barroco

- pressupostos gerais e regras de notação da "harmonia graduada" ("cifragem por graus", "cifragem por números romanos")


[exemplos]

. pressupostos gerais


1. harmonia pode ser explicada à partir da noção de acorde: entidade harmônica/intervalar que independe, em termos de colorido, função e características intrínsecas, da condução interna das vozes*











2. acordes tonais simples são construídos a partir de uma nota fundamental à qual são sobrepostas uma e uma

2. acordes tonais simples são construídos a partir de uma nota fundamental à qual são sobrepostas uma e uma



2. acordes tonais simples são construídos a partir de uma nota fundamental à qual são sobrepostas uma e uma



ou (dito de outra maneira): acordes tonais são construídos a partir da sobreposição de terças consecutivas...

... e em sua forma mais simples, os acordes apresentam a sobreposição de duas terças consecutivas


ou (dito de outra maneira): acordes tonais são construídos a partir da sobreposição de terças consecutivas...

... e em sua forma mais simples, os acordes apresentam a sobreposição de duas terças consecutivas


ou (dito de outra maneira): acordes tonais são construídos a partir da sobreposição de terças consecutivas...

... e em sua forma mais simples, os acordes apresentam a sobreposição de duas terças consecutivas


3. acordes tonais podem ser apresentados em inversões (seguindo determinadas regras de tratamento de dissonâncias e de resolução)


3. acordes tonais podem ser apresentados em inversões (seguindo determinadas regras de tratamento de dissonâncias e de resolução)

inversão, nesse contexto, significa...


3. acordes tonais podem ser apresentados em inversões (seguindo determinadas regras de tratamento de dissonâncias e de resolução)

inversão, nesse contexto, significa...


modificar a estrutura do acorde, mantendo as mesmas notas mas trocando o baixo (nota mais grave do acorde) e, com isso, os intervalos sobrepostos a partir dele


importante:

baixo fundamental


importante:

baixo fundamental



fundamental: nota a partir da qual um acorde tonal simples é construído, sem inversões (em estado fundamental), a partir da sobreposição de terças


importante:

baixo fundamental



fundamental: nota a partir da qual um acorde tonal simples é construído, sem inversões (em estado fundamental), a partir da sobreposição de terças

baixo: nota mais grave de um acorde


...baixo e fundamental só são a mesma nota se o acorde estiver


em estado fundamental



...para uma mesma nota fundamental, portanto, podemos obter as seguintes inversões



...com as seguintes sobreposições intervalares:


...já para um mesmo baixo, podemos obter as seguintes inversões de diferentes acordes



...já para um mesmo baixo, podemos obter as seguintes inversões de diferentes acordes



...já para um mesmo baixo, podemos obter as seguintes inversões de diferentes acordes



...já para um mesmo baixo, podemos obter as seguintes inversões de diferentes acordes



...já para um mesmo baixo, podemos obter as seguintes inversões de diferentes acordes



repare que as notas fundamentais são diferentes!



Com esses baixos (e diferentes fundamentais), temos as seguintes sobreposições intervalares:



. baixo cifrado


sistema de cifragem, de uso prático (performance/composição), baseado nos pressuspostos vistos

princípios do baixo cifrado:


1. acordes em estado fundamental são notados apenas com a indicação do baixo: presume-se sempre, salvo quando houver outra indicação, que haverá uma e uma sobrepostas à nota escrita (ao baixo, portanto)

1. acordes em estado fundamental são notados apenas com a indicação do baixo: presume-se sempre, salvo quando houver outra indicação, que haverá uma e uma sobrepostas à nota escrita (ao baixo, portanto)


1. acordes em estado fundamental são notados apenas com a indicação do baixo: presume-se sempre, salvo quando houver outra indicação, que haverá uma e uma sobrepostas à nota escrita (ao baixo, portanto)


1. acordes em estado fundamental são notados apenas com a indicação do baixo: presume-se sempre, salvo quando houver outra indicação, que haverá uma e uma sobrepostas à nota escrita (ao baixo, portanto)


2. acordes em forma invertida, são representados com a indicação do baixo e daqueles intervalos sobrepostos a essa nota que não seguem o padrão de sobreposição de terças

2. acordes em forma invertida, são representados com a indicação do baixo e daqueles intervalos sobrepostos a essa nota que não seguem o padrão de sobreposição de terças


2. acordes em forma invertida, são representados com a indicação do baixo e daqueles intervalos sobrepostos a essa nota que não seguem o padrão de sobreposição de terças


2. acordes em forma invertida, são representados com a indicação do baixo e daqueles intervalos sobrepostos a essa nota que não seguem o padrão de sobreposição de terças


...o mesmo princípio, exemplificado na notação da 2ª inversão


...o mesmo princípio, exemplificado na notação da 2ª inversão


...o mesmo princípio, exemplificado na notação da 2ª inversão


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.

3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.


3. se a imediatamente acima do baixo for alterada, basta cifrar o acidente (o mesmo que apareceria no pentagrama) abaixo da nota do baixo.



4. acordes de em estado fundamental são cifrados simplesmente acrescentando a indicação do intervalo.


4. acordes de em estado fundamental são cifrados simplesmente acrescentando a indicação do intervalo.




4. acordes de em estado fundamental são cifrados simplesmente acrescentando a indicação do intervalo.




4. acordes de em estado fundamental são cifrados simplesmente acrescentando a indicação do intervalo.




5. já nas inversões, há algumas opções diferentes de cifragem dos acordes de ...

1ª inversão:


1ª inversão:


1ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:

3ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:

3ª inversão:


1ª inversão:

2ª inversão:

3ª inversão:



6. outras disposições intervalares acima do baixo seguem a mesma lógica...


6. outras disposições intervalares acima do baixo seguem a mesma lógica...

[6ª Francesa]



6. outras disposições intervalares acima do baixo seguem a mesma lógica...

[6ª Francesa]



6. outras disposições intervalares acima do baixo seguem a mesma lógica...

[6ª Francesa]

["Tristão"]



6. outras disposições intervalares acima do baixo seguem a mesma lógica...

[6ª Francesa]

["Tristão"]



7. importante: sempre se interpreta o intervalo notado considerando os acidentes da armadura de clave


7. importante: sempre se interpreta o intervalo notado considerando os acidentes da armadura de clave



7. importante: sempre se interpreta o intervalo notado considerando os acidentes da armadura de clave

Use a spacebar or arrow keys to navigate